Páginas

terça-feira, 20 de junho de 2017

Kannário não comperece a depoimento na delegacia e delegado fará nova intimação - Em Feira de Santana.

O vereador e cantor Igor Kannário foi intimado pela Polícia Civil de Feira de Santana a comparecer nesta terça-feira (20) à delegacia para prestar depoimento sobre a polêmica entre ele e a Polícia Militar (PM), que aconteceu durante a Micareta 2017. 

Kannário, no entanto, não compareceu à audiência, nem justificou a sua ausência. Ele acusou a Polícia Militar de agredir foliões e declarou que é mais autoridade que a PM. Já a polícia, considerou o fato como desacato a autoridade.


O delegado João Rodrigo Uzzum, coordenador da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (1ª Coopin) disse, em entrevista ao Acorda Cidade, que ele será intimado novamente e todas as outras partes envolvidas no caso já foram ouvidas.

“Ele foi devidamente intimidado via presidência da Câmara de Salvador e nós enviamos uma intimação via email, que foi confirmado o recebimento. Tendo em vista ser este o procedimento adotado pelo nosso código de processo penal por se tratar de servidor público o cantor. Todas as outras partes foram ouvidas aqui e nesta data ele faltou à intimação. 

Vamos realizar uma segunda intimação e aguardar o seu comparecimento. Estamos analisando uma data junto ao cartório. Provavelmente após o São João deve ocorrer essa intimação e caso ele não compareça nós vamos analisar quais as atitudes serão tomadas, que pode até ser uma representação pela condução coercitiva ou procedemos a ouvida em outro local”, afirmou o delegado.

João Rodrigo Uzzum ressaltou que a oitiva de Igor Kannário é fundamental para a conclusão do procedimento pela Polícia Civil. “Percebe-se que nesse instante pelo menos não houve a colaboração com o processo investigatório. Nós vamos fazer uma nova intimação para ver se houve algum problema e vamos partir agora para dar andamento no procedimento que já está bem adiantado. Todas as partes foram ouvidas, foram colhidas também outras provas e realmente é necessário a oitiva dele para a conclusão do procedimento. 

Normalmente quando a parte tem algum problema ela informa até por telefone. No entanto, nada disso foi realizado. Pode ter tido uma outra questão. Vamos fazer uma segunda intimação para aguardar a resposta do cantor. Todo o fato que foi narrado pelas outras partes é necessário que seja narrado pela pessoa de Igor Kannário. Após a oitiva o processo será encaminhado para o foro competente, o juizado de Feira de Santana”, concluiu Uzzum. Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário