Páginas

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Para salvar Temer de denúncias da PGR, aliados planejam esvaziar sessão da Câmara.

Aliados de Michel Temer estão planejando esvaziar a sessão da Câmara dos Deputados que irá analisar a denúncia criminal da Procuradoria-Geral da República (PGR) (relembre aqui) contra o presidente para mantê-lo no cargo. 

De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, esse seria uma das estratégias traçadas pela base do governo. A PGR deve apresentar a acusação formal contra o presidente nos próximos dias. Para que a denúncia possa ser analisada no Supremo Tribunal Federal, o plenário da Câmara dos Deputados tem que aprová-la com o voto de pelo menos 342 de seus 513 integrantes. 

Os deputados irão proferir seus votos nominalmente, através dos microfones do plenário. "A chance de a oposição ter os 342 votos para aprovar a denúncia é a mesma que o Sargento Garcia tem de prender o Zorro, salvo haja algo novo, grave e comprovado contra o presidente", disse o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), um dos principais aliados do Planalto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário