Páginas

sábado, 17 de junho de 2017

Repórter é agredida com mordidas, socos e chutes durante reportagem - Em Salvador.

Uma equipe de reportagem da TV Aratu (filiada ao SBT) foi agredida durante uma reportagem no Mercado do Peixe, na Cidade Baixa de Salvador. A repórter Ticiane Bicelli fazia uma matéria sobre a cobrança para uso de sanitários no local quando foi atacada por duas mulheres. 
A jornalista foi arranhada, mordida, recebeu socos, pontapés e teve o cabelo puxado. Uma das mulheres chegou a ameaçar Ticiane de morte. Ela entrou em um dos boxes do local para pegar uma faca, mas a repórter conseguiu escapar e acionou a polícia.

O cinegrafista Liberato Santana também foi agredido. O microfone e uma das partes da câmera foram danificados na ação. As mulheres foram detidas. O Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba) emitiu nota repudiando a agressão e pedindo apoio da Secretaria de Segurança Pública (SSP) para que as suspeitas sejam punidas conforme a lei.


“O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia protesta e repudia agressão sofrida por equipe da TV Aratu, formada pela jornalista Ticiane Bicelli e pelo cinegrafista Liberato Santana, quando produziam matéria jornalística sobre cobrança do uso de banheiros no Mercado do Peixe, na Cidade Baixa. 

Os profissionais foram agredidos física e verbalmente por uma mulher de identidade não informada e que, supostamente, é responsável pela cobrança. O equipamento utilizado pelo cinegrafista foi quebrado e os profissionais registraram queixa em delegacia. 

Essa agressão a integrantes da imprensa é um grave sintoma da violência que permeia a sociedade por atingir pessoas que são responsáveis por dar voz aos problemas desta mesma sociedade. O Sinjorba solicita o imprescindível apoio da Secretaria de Segurança Pública da Bahia para que a acusada seja identificada e julgada na forma da Lei.

Veja Vídeo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário