Páginas

segunda-feira, 10 de julho de 2017

O que muda no Enem com a contratação da Vunesp, FGV e Cesgranrio para aplicação do exame.

A contratação da Vunesp, FGV e Cesgranrio para aplicação e correção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 causou confusão entre estudantes, que ficaram em dúvida quanto à responsabilidade pela elaboração da prova. Muitos temiam que o estilo de prova fosse mudar por causa da participação dessas fundações. 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) explicou, em nota, que o trabalho das fundações será apenas de aplicação e correção do Enem. As questões continuarão a ser elaboradas pela autarquia do governo federal. "A elaboração do Enem é de responsabilidade do Estado brasileiro, por intermédio do Inep", informa a nota. 

As fundações FGV e Cesgranrio vão cuidar da correção da prova objetiva, enquanto a Vunesp fica a cargo das redações. Não houve mudança nas orientações sobre como a fundação deve corrigir as redações, que continuam sendo orientada pelo manual elaborado pelo Inep. Em 2016, a prova foi responsabilidade da Cesgranrio e da Cebraspe, que dividiram o trabalho entre equipes em cada unidade da federação: a prática deve se repetir no Enem 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário