Páginas

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Canetas de raio laser causam danos à saúde e até acidente aéreos.

As canetas de raio laser utilizadas como brincadeira podem parecer inofensivas, mas, resultam em é crime previsto no Código Penal, quando apontadas para uma aeronave em deslocamento.  A luz projetada pela caneta para as cabines do avião, podem causar perda de visão temporária do piloto e graves acidentes. Em 2012, até a última sexta-feira (23/11), o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) registrou 1.624 casos em todo o país, o que representa pouco mais de seis vezes o número registrado no ano passado (250).  Os campeões de notificação no Brasil  são o Aeroporto Internacional de Brasília – Presidente Juscelino Kubitschek, Aeroporto Internacional de Viracopos/Campinas (SP) e Aeroporto de Belo Horizonte – Pampulha/Carlos Drummond de Andrade (MG) – todos com o mesmo número de casos relatados, 107.  De acordo com a PMDF, a maioria dos casos de flagrantes é formada por menores que brincam com as canetas, mas há também maiores de idade que ignoram os riscos de apontar o equipamento para aeronaves.  O professor Sebastião Willian, físico especialista em ótica da Universidade de Brasília (UnB), explica que a potência de uma caneta é cerca de 0,5 milivolt (mV). Mas são encontradas no mercado online equipamentos de 500 mV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário