Páginas

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

CASO KÁTIA VARGAS: Perito contratado pela médica é condenado por calúnia contra delegadas.

A Justiça concedeu sentença favorável à delegada Acácia Nunes, do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), no processo contra o perito Ricardo Molina de Figueiredo, condenado a um ano e três meses de reclusão e pagamento de 36 dias-multa, pelos crimes de calúnia e difamação.
Segundo a Justiça, em dezembro de 2013, as delegadas Acácia Nunes e Jussara Souza estiveram à frente da investigação do homicídio dos irmãos Emanuel e Emanuele Gomes, atropelados e mortos pela médica Kátia Vargas, na Orla de Salvador. Ricardo Molina, contratado pela defesa, alegou que as delegadas tentaram incriminar a médica.
Ele chegou a declarar, durante entrevista a uma rádio local, que a Acácia Nunes alterou a data do depoimento de uma testemunha do inquérito que, segundo ele, não teria sido ouvida no dia do crime, mas dias depois, quando já teria tido acesso a depoimento de familiares e à cobertura da imprensa sobre o fato. Aratu Online.

Nenhum comentário:

Postar um comentário