Páginas

sábado, 31 de março de 2018

Prisão de líder do tráfico repensável por morte de PM pode ter motivado ataques em Catu.


Equipes da Polícia Rodoviária Fededal interceptaram, na madrugada desta sexta-feira (30/3), na BR-324, o líder da quadrilha suspeita de envolvimento nos ataques na cidade de Catu. Elton Vinícius Bispo Freitas, o ‘Acarajé’, tinha mandado de prisão expedido pela morte de um PM. Ele foi flagrado com um carro roubado junto com mais dois comparsas, em um trecho da rodovia, na cidade de Feira de Santana.
Acarajé era procurado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) por ser autor da morte do soldado Eric Oliveira Santos, da Rondesp Central, em 2016 e lidera o tráfico de drogas, na Fazenda Grande do Retiro, em Salvador. O criminoso, que estava foragido, também era investigado por roubos contra instituições financeiras e pela morte de Carla Nadiele Moreira da Silva, conhecida como Carlinha do Laço, em dezembro de 2015.
A polícia acredita que a prisão dele motivou os ataques em Catu. Para as autoridades, outros integrantes da quadrilha cometeram os atos de vandalismo contra estabelecimentos da cidade, haja vista que em alguns casos nem houve roubo.
Dentro do veículo roubado em que estava Acarajé, os militares encontraram também Cléber dos Santos Couto, 28 anos, preso em julho do ano passado por equipes do DHPP com uma metralhadora, no bairro do Cabula. ‘Cléber Manga’, como é apelidado pelos comparsas, também tinha mandado de prisão por tráfico de drogas e roubos a banco.

                                                      Foto: Cléber dos Santos Couto (à esquerda)/Divulgação Polícia Civil
Dentro do carro foi preso ainda um terceiro criminoso, que permanece sem identificação. “Estamos com as equipes em campo, com apoio de grupos do Departamento de Polícia do Interior e da Superintendência de Inteligência da SSP, na busca pelos outros integrantes”, declarou o diretor do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), delegado Marcelo Sansão. G1.


Nenhum comentário:

Postar um comentário